terça-feira, março 31, 2015

Me desculpe pelo o que eu falei quando estava bêbada de sono

| |
Vem assim mesmo.

Apareça quando a gente não se lembrar mais do caminho mais rápido.Pra buscar uma roupa que esqueceu de propósito ou um sorriso que ficou debaixo do travesseiro.Apareça quando as rimas não pulsarem no peito, quando você estiver sonolento, ou de qualquer outro jeito.Vem pra casa em silêncio passando por casas que estão em festa e deite despejando seu corpo e mãos em um sol feito de minutos corridos e raios coloridos. Quando já não tiver mais nada a oferecer, ainda assim, eu ainda tenho (o que ) você (é).

vem pra cá quando eu estiver falando demais. me esquecendo demais, rindo demais
adormeça meus furacões, e minhas estrelas cadentes. pega o guarda-chuva atrás da porta e traz pão quente. ô menino, vem de qualquer jeito, mesmo que sem jeito. tô falando baixinho, sem letras graúdas que é pra não assustar o que ainda tá nascendo.

coração, eu não me preocupo mais em entender nada. eu vou sentindo, eu vou vivendo, vou me desondulando e me sorrindo, erra mesmo, tudo bem, assim que nasce o amor e a coragem de ser quem se é. eu não preciso de coisas, mas eu necessito de sentir, de perceber vidas ao redor sendo a minha vida também. eu preciso caminhar de encontro ao ser conjunto, ao Ser superior, essa é a minha maior ambição, ser o coração da minha Vida. ser o amor desse amor imaturo e inteiro que sinto por Ele. com uma caminhada longa e de joelhos, o que importa é meu espírito encontrar os acordes compostos e ser.

vem cá que vou te contar se você quiser ouvir. mas prefiro te ouvir, enquanto a gente escuta a chuva. eu quero te sentir e entrar na sua pele pra perceber o que é sua alma hoje . eu quero por uma tarde te dedicar o meu melhor, e a partir de você ser melhor ainda pra outra pessoa que por impulso do destino, vai ser melhor a partir de mim, que fui melhor a partir de ti. eu te falei que teria uma vida corajosa, e até agora foi só amor e apredizados, heim, amor, tá chovendo,

mas vem assim mesmo.

Um comentário:

.