quinta-feira, janeiro 29, 2015

Se eu pudesse dar um conselho...

| |


Eu não sou a pessoa mais indicada para dar um conselho. É, quando algum amigo, amiga meu estava com raiva de alguém, não era raro surgir indicações como tacar balões cheios de água e polvilho no carro da pessoa. Mas isso não é certo, né gente? Desperdiçar água. Então passe cola e terra em toda a superfície, que ó, de boa.

Mas, SE eu pudesse dar uma dica, seria: esteja perto de pessoas com os mesmos valores que os seus. Ou que ao menos os respeite. Pois é muito fácil se perder. E assim como amar outra pessoa, ser quem você realmente é, também é uma escolha diária. São muitas propostas. Caminhos fáceis. Atitudes “descoladas”. “Todo mundo faz.” Vou dar uma de mãe agora – Você não é todo mundo. E garanto, quanto menos parecido com o mundo você for, melhor pra você.

Os momentos críticos até podem ser devastadores ( se assim, permitirmos) mas quando estamos alinhados com nossos valores e no que acreditamos, apenas tem o poder de reafirmarmos quem somos.

Não encare uma perda ou privação como algo exclusivamente ruim. Maioria das vezes são livramentos, abertura de caminhos. Somos imperfeitos, e convivemos com isso. Um é chato, o outro é descontrolado quando tá com raiva (eu!), a outra é preguiçosa, o outro abocanha a tortuguita ao invés de comer primeiro a cabeça e pés. Viu? Todos temos defeitos, e que bom que é assim, aceite as pessoas como elas são, porém não flexione os seus valores por mais que você ame a outra pessoa, porque como eu já disse. É muito fácil se perder. Especialmente de si mesmo. E é difícil voltar.


Uma semana e uma vida abençoada pra vocês <3

2 comentários:

.